Informações sobre surtos de doenças pulmonares – texto da autoria de E4cigar

Tem surgido algumas noticias na comunicação social afirmando que houve um surto de doenças pulmonares em jovens e adolescentes e que o vaping é a principal razão. Como intervenientes responsáveis achamos que seria importante esclarecer e tornar de alguma forma este assunto mais claro e transparente sobre estas noticias tendenciosas prestadas por alguns meios de comunicação social.
Estes recentes acontecimentos levou a que mais de 100 casos separados de surtos de doenças pulmonares nos EUA, bem como a uma morte relatada recentemente em Illinois.
Obviamente e porque são noticias que nos preocupam resolve-nos investigar e aprofundar o assunto, e torna-se evidente ser mais um ataque ao vaping, embora todas as vitimas tenham relatado o uso do cigarro electrónico mas o principal responsável foi o que estavam a usar nos seus equipamentos.
A ascensão do vaping pirata aumentou em acessibilidade e popularidade nos últimos anos e só agora estamos a ver a dura realidade disso. O vaping de bootleg é um líquido electrónico produzido de forma artesanal e não licenciada, que são criados usando misturas de todas as substâncias diferentes, incluindo THC e produtos químicos sintéticos, para dar ao usuário um efeito diferente do seu e-líquido regular e legítimo.
Como mencionado anteriormente, o vaping pirata refere-se ao fenómeno de produtos não licenciados de e-líquidos para serem vendidos no mercado negro ou a traficantes de drogas que depois vendem para o público. Muitos dos vapes piratas encontrados são, na verdade, cartuchos vape que foram violados e podem ser usados em dispositivos vape pod comuns. Eles são esvaziados do seu componente original e recarregados com um coquetel de produtos químicos. Muitos dos cartuchos e e-líquidos falsificados são baseados em THC, o mesmo produto químico encontrado na cannabis sendo este o componente responsável pelo efeito alucinante, muitos dos cartuchos e e-líquidos são preenchidos com um canabinóide sintético, aqui entramos nas drogas químicas.
Esses canabinóides sintéticos são criados em laboratórios como replicas do THC natural, usados para efeitos semelhantes THC no corpo humano. Os canabinóides sintéticos são uma classe de moléculas que se ligam aos receptores de canabinóides no corpo, que são os mesmos receptores aos quais o THC e o CBD se ligam, no entanto, podem ser até 80 ou 100 vezes mais fortes que o THC natural, resultando em efeitos anormais e perigosos quando usados por humanos.
Como evidenciado pelo crescente número de casos nos EUA, esses e-líquidos ilícitos não são confiáveis. Aconselhamos que todas as compras de e-liquido, mesmo misturas que não contenham CBD ou nicotina, sejam feitas por um fornecedor legítimo e confiável.
Os efeitos da utilização destes produtos na sua saúde são bastante catastróficos, como fica demonstrado nos mais de cem casos de doenças pulmonares entre adolescentes e jovens já relatados nos EUA.
É de facto lamentável que estas noticias apenas tenham como objectivo difamar os cigarros electrónicos e culpar a cultura vaping por este acontecimentos que lamentáveis mas que em nada tem a ver com vaping. O Vaping não é a causa deste problema, mas sim os produtos falsificados e de origem desconhecida. Seria o dever da comunicação social educar os nossos jovens ensinando-os a não confiar nestas substâncias desconhecidas, independentemente de quão facilmente são adquiridas e não atacar de forma constante e com mentiras que em nada prestigiam a sua profissão.

Vape on sem drogas

Texto da autoria de E4cigar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *